Pensões de servidores e militares escapam de corte

aspal
Por aspal janeiro 9, 2015 11:00
Agora – 09/01/2015 – Pág. 9

Pensões de servidores e militares escapam de corte

Fernanda Brigatti
do Agora
Os servidores públicos federais e os militares escaparam do facão da presidente Dilma Rousseff e não serão atingidos pela redução no valor das pensões.
A medida provisória que altera as exigências para o trabalhador deixar um benefício para os dependentes impõe novas exigências aos servidores públicos da União, mas mantém o cálculo atual.
A partir de 1º de março, os servidores precisarão de dois anos de atividade para terem o direito de deixar uma pensão ao companheiro e aos filhos.
O prazo mínimo de união ou casamento, de dois anos, também foi instituído aos servidores federais.
A pensão-brotinho, paga a viúvas jovens, não será mais vitalícia, e seguirá a mesma tabela de idade do INSS.
Ou seja, só receberá a pensão vitalícia a viúva que tiver, no mínimo, 44 anos quando o companheiro morreu.
  • Leia esta reportagem completa na edição impressa do Agora nesta sexta, 9 de janeiro, nas bancas



    http://www.agora.uol.com.br/grana/2015/01/1572606-pensoes-de-servidores-e-militares-escapam-de-corte.shtml

    aspal
    Por aspal janeiro 9, 2015 11:00
    Escrever um comentário

    sem comentários

    Ainda não há comentários!

    Deixe-me lhe contar uma história triste! Não existem comentários ainda, mas você pode ser primeiro a comentar este artigo.

    Escrever um comentário
    Ver comentários

    Escrever um comentário

    O seu endereço de email não será publicado.
    Campos obrigatórios são marcados*