NOVA DIRETORIA DA ASPAL TOMA POSSE EM SOLENIDADE NO PALÁCIO 9 DE JULHO

aspal
Por aspal junho 6, 2019 14:39

NOVA DIRETORIA DA ASPAL TOMA POSSE EM SOLENIDADE NO PALÁCIO 9 DE JULHO

Em solenidade realizada no Auditório Teotônio Vilela do Palácio 9 de julho, na manhã de quinta-feira, 6 de junho, tomou posse a nova Diretoria e os Conselhos Deliberativo e Fiscal da  Associação dos Servidores Aposentados e Pensionistas da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – ASPAL,  eleita em 7 de maio, para o triênio 2019-2022.
A solenidade foi conduzida pela presidente da Comissão Eleitoral, Célia Regina Palma Martins, e fizeram também parte da mesa diretora o deputado estadual Adalberto Freitas (PSL); José Eduardo Rangel, presidente da Federação Nacional dos Servidores dos Poderes Legislativos Federal, Estaduais e do Distrito Federal- FENALE; Luiz Carlos Toloi Junior, representando o presidente José Gozze, da Pública Central do Servidor e da Federação das Entidades de Servidores Públicos do Estado de São Paulo – FESPESP; professora Walneide Romano, presidente da Associação dos Professores Aposentados do Magistério Público do Estado de São Paulo – APAMPESP; Rita Amadio de Andrade Ferraro, presidente da  Pública São Paulo e secretária da comissão Eleitoral; Carlos Alberto Marinho,  do presidente da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo; Filipe Leonardo Carriço , presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Assembleia Legislativa e do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo – SINDALESP; e Gaspar Bissolotti Neto, presidente da ASPAL.
Presentes, ainda, as professoras As professoras Lucia Cotomacci, 1ª vice-presidente, e Yeda Moraes Gomes, 1ª tesoureira da APAMPESP; Nelson de Jesus Leone, presidente da Associação dos Agentes Policiais do Estado de São Paulo – AGEPOL; Daniel dos Santos, vice-presidente do Sindicato dos Servidores da Câmara Municipal e do Tribunal de Contas do Município de São Paulo – SINDILEX e diretor da Confederação Nacional das Carreiras Típicas de Estado – CONACATE, Dr. Julio Bonafonte, presidente do Conselho Deliberativo da Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo – ASSETJ, entre outros convidados.
Fundada em 6 de abril de 2004, a ASPAL tem o objetivo de defender os servidores aposentados e pensionistas, trabalhando em conjunto com o SINDALESP e a AFALESP, respectivamente sindicato e associação dos funcionários daquela Casa.
A nova Diretoria da ASPAL está assim constituída: Presidente:Gaspar Bissolotti Neto; 1° Vice-presidente: João Elísio Fonseca; 2ª Vice-presidente: Elza Marina Erasto Bueno; 3º Vice-Presidente: Augusto Carlos Cavalcanti de Barros;  Secretária Geral: Victorina Thereza Frugoli; 1ª Secretária: Ivete Rocha Bissolotti; 2ª Secretária – Edite Ribeiro Gonçalves;  Tesoureiro Geral:  José Carlos Gonçalves; Tesoureira: Marley Belina Mascelloni; 2ª Tesoureira – Dionísia José Barbosa da Silva. CONSELHO DELIBERATIVO Efetivos 01 – Ângela Maria Gelfuzo; 02 – Aureslino Damim Filho; 03 – Elias Euzébio Pedro; 04 – Glória Maria Martins da Silva; 05 – Leonídia Martins de Lima. Suplentes 01 – Maria Helena Cury; 02 – Maria do Carmo Damim Borges; CONSELHO FISCALEfetivos 01- Inês Rodrigues; 02 – Oldemar Pinheiro de Azevedo; 03 – Sônia Vitória de Oliveira Rodrigues. Suplentes: 1 – José Aparecido Luiz; 02 – Mariza Salviato Gaino.
Durante a cerimônia de posse, a presidente da Comissão Eleitoral, Célia Regina Palma Martins, fez a entrega do diploma aos participantes da Chapa “Aposentados Sim, Inativos Nunca!”.
Após o uso da palavra pelos membros da mesa, que ressaltaram a importância da ASPAL no movimento sindical e associativo na defesa dos aposentados e pensionistas, o presidente da ASPAL, Gaspar Bissolotti Neto, que vem exercendo a Presidência desde 2011, em virtude do falecimento do ex-presidente Nélio Mazzutti, tendo sido reeleito em 2013, 2016 e 2019, agradeceu os presentes e fez um histórico de luta da entidade desde sua fundação, além de ressaltar a importância da participação dos servidores públicos,em especial os aposentados, juntamente com os demais trabalhadores do País, nas mobilizações contra a Proposta de Emenda Constitucional nº 6, de 2019, que trata da Reforma da Previdência,  que trará grande prejuízo para a categoria, principalmente se for mantida a desconstitucionalização da Aposentadoria, as mudanças na pensão e em especial com relação ao acúmulo de pensão e aposentadoria, além da implantação do sistema de  capitalização para os futuros aposentados.

 

aspal
Por aspal junho 6, 2019 14:39
Escrever um comentário

sem comentários

Ainda não há comentários!

Deixe-me lhe contar uma história triste! Não existem comentários ainda, mas você pode ser primeiro a comentar este artigo.

Escrever um comentário
Ver comentários

Escrever um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*