Mesa assina termo de acordo salarial com entidades dos servidores

aspal
Por aspal abril 30, 2015 10:30
29/04/2015 12:00

Mesa assina termo de acordo salarial com entidades dos servidores

Da Redação – Fotos: Maurício Garcia de Souza


Download
Mesa diretora, assessorias e representantes de entidades dos funcionários

Depois de um processo de negociação rápido e bem coordenado entre assessorias dos deputados e entidades dos funcionários, o presidente Fernando Capez, o 1º secretário Enio Tatto e o 2º secretário Edmir Chedid assinaram o termo de acordo referente à Campanha Salarial de 2015. Participaram da cerimônia de assinatura, realizada nesta terça-feira, 28/4, no salão nobre da Presidência, cerca de 30 funcionários, entre presidentes e diretores das entidades representativas dos servidores, Sindalesp, Afalesp e Aspal.

“O único projeto aqui é fazer, neste biênio, uma gestão da Casa como jamais foi feita. Por isso conto com a experiência e o conhecimento do 1º e do 2º secretários. Podem ter certeza de que nós queremos deixar um legado de alguém que trabalhou e melhorou esta Casa, que reconheceu os funcionários, tendo a sociedade abraçado a Assembleia”, disse Capez.

Tatto parabenizou a todos pelo acordo bem sucedido. “Se temos empenho e dialogamos, as coisas acontecem”. Tatto destacou ainda a boa vontade, principalmente do presidente Capez, que tem uma postura voltada ao bem da Assembleia. “É preciso investir no funcionário, dando plenas condições de trabalho”, completou.

Edmir Chedid cumprimentou os que participaram das negociações e disse que a assinatura desse acordo salarial é uma “vitória histórica” dos funcionários da Casa. “A boa vontade do presidente Capez impediu um impasse, apesar do orçamento da Assembleia ter sido reduzido.”

A presidente do Sindalesp, Desirée De Marco, agradeceu aos membros da Mesa pela assinatura do acordo e a todos que direta ou indiretamente participaram das negociações.

Reunião sobre acordo salarial

Mesa diretora (dir) e representantes de entidades dos funcionários

aspal
Por aspal abril 30, 2015 10:30
Escrever um comentário

sem comentários

Ainda não há comentários!

Deixe-me lhe contar uma história triste! Não existem comentários ainda, mas você pode ser primeiro a comentar este artigo.

Escrever um comentário
Ver comentários

Escrever um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*