ADICIONAL DE QUALIFICAÇÃO – EXIGÊNCIA DE NÍVEL SUPERIOR PARA TÉCNICO LEGISLATIVO

aspal
Por aspal novembro 14, 2014 22:21
PLENÁRIA DE 13 DE NOVEMBRO DE 2014

– ADICIONAL DE QUALIFICAÇÃO –

– EXIGÊNCIA DE NÍVEL SUPERIOR PARA TÉCNICO LEGISLATIVO –

                             
Dando seguimento às Plenárias preparatórias da Campanha Salarial de 2015, ocorreu nesta quinta-feira, 13 de novembro, a partir das 15h30min,a Plenária com a finalidade de iniciar os estudos e a discussão sobre duas das demandas existentes entre os servidores da Assembleia Legislativa: ADICIONAL DE QUALIFICAÇÃO  e  EXIGÊNCIA DE NÍVEL SUPERIOR PARA PROVIMENTO DOS CARGOS DE TÉCNICO LEGISLATIVO.
Vieram à tona visões diversas sobre os temas, o que indica a necessidade de aprofundar a discussão, os estudos e os entendimentos a fim de que se possa, em 03 de dezembro próximo – data da 1ª ASSEMBLEIA GERAL DA CAMPANHA SALARIAL DE 2015 – deliberar sobre uma pauta com razoável consenso da categoria.
Por deliberação da Plenária, formou-se um GRUPO DE TRABALHO que, dentro de, no máximo, 3 semanas (ou seja, antes da Assembleia Geral), apresentará propostas formatadas sobre os dois temas.
O Grupo de Trabalho é integrado pelos seguintes companheiros:
ANDRÉ G.T. ALVES   (Comissão de Licitação)
EGMAR DEPIERI (Plenário)
FILIPE CARRIÇO (Comissões)
JOEL MELO  (Imprensa)
NATACHA JONES (RH)
RENATO SIQUEIRA DE CASTRO  (Gab. Dep. Antonio Mentor)
RONALDO GOBBO (SGP-SAAD)
SILAS RODRIGUES (SFP/RH)
VICENTE SEDRANGULO FILHO (Comissões)
As reuniões do Grupo de Trabalho serão, sempre que possível, acompanhadas por um ou mais integrantes das Diretorias das entidades representativas do funcionalismo da Casa (SINDALESP, AFALESP e ASPAL).
Os subsídios apresentados pelo Grupo de Trabalho certamente serão de grande valia, também, para os debates que ocorrerão no âmbito do II CONGRESSO DOS SERVIDORES DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA, a realizar-se em 3, 4 e 5 de dezembro próximo.

 Fonte: João Victor Barison de Oliveira
aspal
Por aspal novembro 14, 2014 22:21
Escrever um comentário

sem comentários

Ainda não há comentários!

Deixe-me lhe contar uma história triste! Não existem comentários ainda, mas você pode ser primeiro a comentar este artigo.

Escrever um comentário
Ver comentários

Escrever um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*